Sibutramina: Promove o Emagrecimento de Forma Rápida

Perda de Peso
Entenda mais sobre a Sibutramina, um medicamento que aumenta a sensação de saciedade e facilita o processo de perda de peso.
Manuela Jobst
Manuela Jobst Nutricionista Clínica

A busca pelo emagrecimento vem crescendo cada dia mais. Isso se dá não apenas pela parte estética, mas porque as pessoas estão buscando mais saúde.

A obesidade, é um problema que além de ser uma doença, ela ocasiona a outras, podendo levar até mesmo a morte.

É sabendo desses riscos que hoje trouxemos para você um medicamento que é um grande aliado a perda de peso, a sibutramina.

A sibutramina age rapidamente promovendo a sensação de saciedade e ajudando no controle do apetite. Isso evita que comamos grandes quantidades. Ela também age na termogênese, outro fator que leva ao emagrecimento. 

O que é sibutramina?

A sibutramina é um medicamento usado para o tratamento de pessoas com o IMC (índice de massa corporal) maior que 30kg/m². Ou seja, ela é um produto emagrecedor, usado em pacientes obesos.

Este medicamento age diretamente no SNC (sistema nervoso central) através de neurotransmissores que ajudam no controle da fome.

Quando nos sentimos satisfeitos fica mais fácil diminuir a quantidade que comemos e isso associado a uma dieta balanceada e a exercícios físicos promovem o emagrecimento.

Ele garante uma perda de peso significativa logo nas primeiras semanas. Vale lembrar que é um medicamento, não um suplemento, por isso ele precisa de acompanhamento e prescrição médica.

Para que serve?

A Sibutramina serve, principalmente, para ajudar as pessoas que estão com uma quantidade de peso excessiva

Geralmente, ela é uma das únicas opções para pessoas que não desejam emagrecer uns quilinhos apenas, mas sim as que precisam emagrecer uma quantidade significativa para não causar mais danos que o acúmulo de gordura já traz.

Ela serve também para que o próprio organismo não absorva toda a gordura dos alimentos, assim, a quantidade de gordura ingerida é menor, o que gera, por consequência, menos acumulação de gordura.

FAQ

Abaixo respondi várias perguntas comuns que muita gente questiona sobre a sibutramina. Acompanhe para melhores informações:

1
A sibutramina atrasa a menstruação?

Não. Este medicamento não causa nenhuma irregularidade menstrual. Qualquer atraso ou sangramento precoce deve ser avaliado por seu médico.

 

2
Este medicamento pode ser usado como antidepressivo?

Não. Apesar de ser classificado como antidepressivo, por conta de sua ação inibidora da reabsorção de neurotransmissores, quando comparados seus efeitos colaterais com efeitos antidepressivos, ela acaba não sendo suficientemente potente.

 

3
A pessoa que utiliza pode retornar ao peso anterior?

Vários estudos comprovam que, ao interromper a sibutramina, algumas pessoas podem voltar ao peso anterior com grande facilidade, por isso, é de extrema importância associar seu uso com hábitos saudáveis como uma dieta balanceada e exercícios físicos.

 

4
Pode tomar a noite?

Geralmente recomenda-se que se use esse medicamento pela manhã, podendo ser em jejum ou após uma refeição.

 

5
É liberado pela Anvisa?

Sim. Esse produto é liberado para fabricação, distribuição e comercialização. 

 

6
Corta o efeito do anticoncepcional?

Não há comprovação de que esse produto corte o efeito dos contraceptivos. Sendo assim, não causa preocupações para gravidez não planejada.

 

7
Qual é a composição?

Os comprimidos de Sibutramina apresentam em sua composição a seguinte fórmula:

  • Hiprolose;
  • Hipromelose;
  • Propilenoglicol;
  • Polissorbato 80;
  • Dióxido de Silício;
  • Dióxido de Titânio;
  • Estearato de Magnésio; 
  • Celulose Microcristalina;
  • Amidoglicolato de Sódio;
  • Fosfato de Cálcio Dibásico.

 

8
Elimina a gordura pela urina?

Não, não é dessa forma que esse produto age para a eliminação de gordura. Como já dito, ela atua para que a sensação de saciedade aumente no organismo.

 

9
Precisa de receita?

Não é necessário a apresentação de receita. Isso torna esse composto um risco, pois pessoas que não são consideradas obesas fazem uso sem poderem e necessitarem, aumentando os efeitos colaterais.

 

10
Quanto custa?

A iniciação do tratamento deste produto exige muito dinheiro, pois o preço da sua ingestão é de alto custo. Por isso, copiaram a sua forma para a genérica, mas, isso também é um risco para a saúde, pois nem sempre esse estilo de composição é a mais indicada para o organismo, pois traz efeitos adversos.

Como esse medicamento age?

Como já mencionado a sibutramina age através dos neurotransmissores, seu papel é inibir a reabsorção da dopamina, serotonina e noradrenalina. 

Isso faz com que essas substâncias permaneçam mais tempo agindo no nosso cérebro, estimulando, por um período maior, os neurônios.

Essa ação causa a sensação de saciedade, além de aumentar o metabolismo, gerando o emagrecimento.

Esse produto também age na termogênese. Ou seja, o corpo consegue utilizar a queima da gordura corporal como fonte de energia.

Modo de uso

Depois de uma avaliação médica, deve-se iniciar o tratamento com uma dosagem de 10mg ao dia, ou seja, uma cápsula ao dia.

Esse tratamento tem resposta rápida e caso não se note uma redução significativa de peso, de pelo menos 2kg em 4 semanas, é necessário que se procure o médico.

Ele deverá avaliar os resultados, decidindo se é preciso aumentar a dose ou será necessário descontinuar o tratamento.

Caso ele decida aumentar a dose, ela pode passar para 15mg. Atente-se pois doses acima disso não são recomendadas.

Este medicamento costuma ser utilizado apenas por 2 anos, nesse período se o paciente não atingir a meta de emagrecimento adequado, o tratamento deve ser descontinuado. 

Isso também se dá a pacientes que tiveram uma reação inversa ao pretendido, ou seja, tiveram ganho de peso.

Efeitos colaterais e contraindicações

Esse remédio pode causar alguns efeitos colaterais, como: insônia, diarreia, tonturas, náuseas, boca seca, ansiedade, constipação, dor de cabeça e alteração de paladar.

Além disso, é contra indicado para pessoas com o IMC menor que 30kg/m² e pacientes com problemas pré-existente como: diabetes mellitus tipo 2, hipertensão, colesterol alto, doenças cardíaca e anorexia ou bulimia.

Vale dizer que, também devem evitar o uso pessoas que fumam ou utilizam medicamentos antitussígenos, antidepressivos, supressores do apetite e descongestionante nasal.

A seguir, aslguns cuidados que devem se atentar com o seu uso:

  • Aumento da pressão arterial e frequência cardíaca: este medicamento pode interferir tanto na pressão, como nos batimentos, por isso é necessário monitoramento durante todo o tratamento;
  • Causas da obesidade: deve ser tratada antes do início do tratamento, qualquer causa orgânica da obesidade como o hipotireoidismio, os maus hábitos alimentares e sedentarismo;
  • Gravidez: apesar de não se ter respostas conclusivas sobre efeitos negativos desse medicamento na gestação, por precaução é indicado que não se use.

Depoimentos

Agora, vamos mostrar o que algumas pessoas relataram com o uso desse produto para o emagrecimento.

Jaqueline Barbosa
Castanheiras, RO
Eu comecei a usar esse produto para perder peso depois que vi uma propaganda na internet, mas ele não me ajudou em nada, só trouxe efeitos colaterais. Nas duas primeiras semanas de uso estava tudo bem, mas depois disso, comecei a ter mais dificuldade para dormir, náuseas e dores de cabeça frequentes, nenhum remédio ajudava a melhorar os sintomas. Quando fui ao médico, ele disse que meu corpo estava muito sensível por causa da composição da Sibutramina. Parei de tomar no meu dia. Eu não recomendo ele.
Manuela Guimarães
Recife, PB
Minha mãe começou o tratamento para emagrecer com esse produto, no começo ela estava bem e não sentia quase nada. Mas aí ela começou a ficar muito ansiosa e, ao invés de perder peso, ela acabou ganhando mais peso. Ela teve que começar um acompanhamento psicológico para ajudar na ansiedade e parou de tomar a Sibutramina para emagrecer. Sinceramente, ele não foi nenhum pouco eficaz para ela.
Bruna Campos
Maragogi, AL
Eu ouvi falar muito bem desse produto, na internet também tinha ótimos resultados. Então, resolvi comprar para testar e ver se me ajudava a emagrecer. Logo na primeira semana comecei a ter insônia e fortes dores de cabeça, mas mesmo assim continuei tomando porque achei que era normal. Mas esses sintomas não passaram. Passou um mês, não perdi peso, parei de tomar esse produto e tive que ir ao médico pedir ajuda. Não gostei e não indico.

Antes e depois

A seguir, apresentaremos o relato da experiência que a Júlia Gomes teve com o uso da Sibutramina.

"Na minha família, sempre fui a mais cheinha das mulheres, mas nunca me importei muito com isso, na verdade não estava nem aí.

Mas, na adolescência isso começou a me incomodar, pois as pessoas eram mais magras que eu e ver isso mexia com o meu psicológico.

Por isso, decidi que estava na hora de mudar. Adaptei a minha alimentação e comecei a fazer atividades físicas. Fui atrás de algum remédio para potencializar essa queima de gordura e encontrei a Sibutramina.

Comecei o tratamento e estava tudo indo bem, eu sabia que os resultados não viriam da noite para o dia, mas que com tudo que eu estava fazendo, conseguiria perder peso.

Porém, o meu sonho de emagrecer começou a dar errado depois de três semanas de uso da Sibutramina. Tive a maioria dos efeitos colaterais que esse produto traz e, o pior de tudo é que não consegui perder peso, ao contrário, a quantidade de gordura no meu corpo continuou a mesma, não tive nenhum sinal de melhora.

Por enquanto, decidi continuar com o meu peso, não vou ingerir nenhuma substância que possa prejudicar o meu organismo mais ainda.

O uso da Sibutramina só me causou mais problemas."

               ANTES X DEPOIS

Conclusão

Este medicamento é um potente emagrecedor que traz resultados logo no começo do tratamento. Em poucas semanas já se pode notar uma perda significativa de peso.

Ele é um inibidor de apetite e também age na queima da gordura. Indicado apenas para pessoas com IMC maior que 30kg/m².

Entretanto, conforme os depoimentos dados, é importante se atentar aos seus efeitos dentro do organismo, uma vez que nem sempre o que parece ser algo bom, pode de fato trazer benefícios para a saúde.

Lembre-se, a sua saúde e bem-estar devem sempre vir em primeiro lugar, afinal, o seu corpo merece o melhor.

Além disso, o seu uso necessita de acompanhamento médico.