Guia da Lisina → Para que Serve, Efeitos Colaterais e Seus Benefícios

Nutrição e bem-estar
Aumente sua imunidade com a Lisina, um suplemento natural capaz de combater infecções virais e outras doenças causadas pelos patógenos. Acompanhe a leitura e entenda todos os mecanismos de ação e usos.
Manuela Jobst
Manuela Jobst Nutricionista Clínica
Você vai ler: Para que serve? / Como tomar? / Benefícios /

A Lisina é um aminoácido que desempenha diversas funções no nosso organismo, no entanto, é considerado como essencial, o que significa que não pode ser produzido naturalmente pelo organismo, devendo ser adquirido.

Ela tem um papel importante na saúde, pois está envolvida no processo de crescimento e de renovação celular. Além de produzir a carnitina, substância encontrada na maioria das células.

Promove também, a melhora do sistema imunológico, reduzindo a ação de agentes patogênicos, o que auxilia na prevenção de problemas como gripes e herpes, o controle da pressão arterial e a redução dos níveis de glicose no sangue.

Não o bastante, ele otimiza a absorção do cálcio, o que é benéfico para os ossos e o coração, principalmente, e reduz o estresse e a ansiedade.

Resumo do Lisina
Nomes comuns:
  • Lisina;
  • L-Lisina.
Auxilia em:
Dosagens típicas:
  • 500mg;
  • 1000mg.

Para que serve?

Como vimos, a Lisina pode trazer diferentes benefícios para o organismo, sendo essencial para produzir anticorpos, enzimas, hormônios e tecidos que combatem os danos causados por agentes patogênicos.

Um de seus usos mais populares é a sua ação na redução da duração e da frequência do herpes labial. Também há uma redução nas ocorrências de aftas e bolhas de febre, sintomas comuns de infecções e que podem causar incômodos como dor, queimação e formigamento.

Ele também pode reduzir o estresse e a ansiedade, por bloquear os receptores do cortisol, hormônio responsável por essas sensações, reduzindo os níveis dele no organismo.

Além disso, ela pode ajudar a melhorar a absorção (no intestino) e retenção (nos rins) de cálcio. Isso é benéfico para a proteção dos ossos e para o controle do transporte deste nutriente pelo corpo, evitando o acúmulo nos vasos sanguíneos, o que reduz o risco de doenças cardíacas.

Pode aumentar a produção de colágeno, principal proteína dos tecidos, o que ajuda na cicatrização de feridas, apoiando e dando estrutura aos ossos e pele. Além disso, ela promove a formação de novos vasos sanguíneos.

Não se limitando a isso, esse produto ainda pode controlar a pressão arterial, promover maior saúde ocular e reduzir os níveis de glicose no sangue.

Como tomar?

É importante sempre seguir as orientações de uso e respeitar as dosagens indicadas. Isso leva a maior segurança, além de garantir os melhores resultados.

A posologia recomendada é de uma cápsula três vezes ao dia, junto das refeições. As dosagens podem variar entre 500 e 1000mg.

A superdosagem desse produto pode levar a alguns efeitos indesejados, como por exemplo:

  1. Dor de estômago;
  2. Diarreia.

Existem algumas contraindicações de uso, por isso, é importante sempre buscar orientação médica antes de iniciar qualquer tipo de suplementação.

Benefícios

A Lisina participa na síntese de diversas substâncias, isso lhe confere inúmeros benefícios, entre esse podemos destacar:

#1
Melhora o sistema imune

O sistema imunológico é importante para manter a nossa saúde física e mental. É ele que garante a proteção do corpo, evitando que substâncias estranhas e agentes patogênicos afetem de forma negativa nosso organismo.

A lisina tem como um de seus principais benefícios auxiliar a imunidade, ajudando o corpo a combater fungos, vírus, bactérias e micróbios, evitando inflamações, infecções e doenças virais.

Um de seus usos mais populares é a sua ação na redução da duração e da frequência do herpes labial. 

Também há uma redução nas ocorrências de aftas e bolhas de febre, sintomas comuns de infecções e que podem causar incômodos como dor, queimação e formigamento.

#2
Auxilia na formação de colágeno

O colágeno é uma das principais proteínas encontradas no organismo. Ela contribui principalmente para a elasticidade e resistência da pele, para garantir a saúde das unhas, cabelos, para a manutenção dos músculos, ossos e articulações.

A lisina pode aumentar a produção dessa proteína, que desempenha um papel fundamental na construção de músculo, principalmente após microlesões das fibras musculares, durante o treino.

Além disso, é muito importante para outros tecidos e para a integridade dos ligamentos, dos tendões e das articulações, melhorando a sua saúde. Também é responsável por dar à pele firmeza, estrutura, deixando-a mais viçosa e evitando sinais da idade.

#3
Melhora o desempenho atlético

Como vimos, a Lisina é um aminoácido que desempenha diversos papéis no organismo, uma de suas maiores procuras é para melhorar o condicionamento e desempenho físico durante treinos, principalmente de alta performance.

Ela é muito utilizada para restaurar a força e promover energia muscular. Além disso, ela reduz as taxas de catabolismo das proteínas, o que facilita a hipertrofia muscular e ajuda na recuperação de lesões.

Ainda mais, pode ajudar o corpo a queimar gordura com eficácia e a fornecer oxigênio aos músculos ativos.

Também é responsável por aumentar as secreções hormonais, como do hormônio do crescimento, além de modificar o combustível durante a atividade, evitar a fadiga mental e os efeitos indesejados do supertreinamento.