Escolha uma Página

Temos como objetivo potencializar a cidade enquanto um espaço de diálogo, questionamentos e experimentação direcionados para a participação, inovação urbana e cultura colaborativa.

Acreditamos que a participação ativa do cidadão nas decisões da sua rua, bairro e cidade é essencial para a  transição de uma cultura de planejamento urbano tecnocrático e centralizado para uma cultura participativa e colaborativa.

Visando a construção de cidades inteligentes e sustentáveis, crescem mundialmente as iniciativas de intervenção nos espaços públicos realizadas pelos próprios cidadãos ou pela união dos diversos atores da sociedade. O engajamento dos diversos atores sociais no planejamento da cidade gera apropriação do espaço urbano, senso de pertencimento e responsabilidade compartilhada.

O que fazemos

Promovemos capacitações em metodologias de urbanismo colaborativo por meio da prática, além de elaborar e coordenar projetos com processos de engajamento comunitário em intervenções nos espaços públicos.

Metodologia

As temáticas centrais trabalhadas são o engajamento cívico e a promoção da participação social de qualidade nas diversas escalas do planejamento urbano. Por meio de metodologias inovadoras de sensibilização e capacitação dos diversos atores envolvidos nos processos de tomadas de decisões sobre as cidades, visa-se avanços em uma gestão urbana integrada, democrática e colaborativa. A intenção é demonstrar possibilidades de ocupação dos espaços públicos em que o território torna-se uma ferramenta para a promoção de  engajamento comunitário e de fortalecimento da cultura democrática.

O urbanismo tático, um dos principais conceitos abordados, é um método inovador que promove maior qualidade de vida no cotidiano da população ao mesmo tempo que torna possível transformações rápidas e de baixo custo. São projetos urbanos efêmeros com a finalidade de propor novas possibilidades de uso e apropriação do espaço, desenvolvidos com e para a população. Além disso, são abordados conceitos como o placemaking e o urbanismo insurgente.  A inclusão dos diversos setores da sociedade e a mobilização popular são premissas para a transformação dos espaços nessa abordagem. Trata-se de um movimento “de baixo para cima” em que a inteligência coletiva é integrada para solucionar problemas comuns da cidade.

 

Ações realizadas | 2019

Fevereiro: 1º Encontro Laboratório Urbano – Oficina de Mapeamento de desafios e temáticas urbanas de Curitiba no Terraço Verde

Março – Abril: Oficinas semanais – Placemaking, ferramentas do urbanismo colaborativo

Maio – Agosto: Encontros semanais – Cocriação de projeto de inovação urbana;

Oficinas de Diagnóstico Colaborativo – curso de Arquitetura e Urbanismo da UTFPR

 

 

 

Quem realiza

Somos um grupo de facilitadores e profissionais capacitados em diversas metodologias de construção colaborativa. Pesquisador@s, arquitet@s e urbanistas atuantes nos espaços urbanos com foco em urbanismo colaborativo, cidades inteligentes, participação social, mobilidade ativa e gênero.

Coordenação: Andressa Mendes e Marina Gennari. Entre em contato: lab.inovacaourbana@gmail.com

_____________________________________________________________________________________________________

EVENTO: Laboratório de Inovação Urbana | Outubro/2019

 

No mês de outubro, em parceria com a ONU-Habitat, será realizado o evento Laboratório de Inovação Urbana. O objetivo desta iniciativa é integrar a inteligência coletiva possibilitando a busca de soluções sistêmicas, além de capacitar os diversos atores da cidade, visando o fortalecimento de uma cultura democrática e de urbanismo colaborativo. O bairro Rebouças será sede das atividades, que terão duração de 5 dias entre os dias 23 e 27 de outubro de 2019.

Dia 1 – O evento terá uma abertura com momento de integração entre os participantes e mesa de diálogo com convidados representantes de diversos setores da sociedade sobre temas transversais da cidade, tratando sobre as mudanças de paradigmas e tendências do planejamento urbano em cidades inteligentes, inclusivas e sustentáveis, princípios para o desenvolvimento de engajamento e colaboração  entre setores da sociedade, placemaking e urbanismo tático.Esse primeiro momento será aberto e com ampla divulgação para que haja expressiva participação da sociedade.

Dia 2 – O processo seguirá com um dia de oficinas de capacitação temáticas através da experimentação e utilização das ferramentas, metodologias e práticas do urbanismo colaborativo. Os eixos temáticos abordados na oficinas serão:
1 Placemaking: metodologias e ferramentas do urbanismo colaborativo
2 Gênero, raça e corpo no espaço urbano
3 Mobilidade ativa e ecologia cívica

Dias 3 e 4 – Ateliê de cocriação de Intervenções urbanas – A partir do terceiro dia de evento os participantes serão então conduzidos para a construção coletiva de intervenções urbanas utilizando o repertório criado a partir das oficinas e a integração da inteligência coletiva dos grupos formados, desde o mapeamento colaborativo e elaboração de diretrizes até a execução das ideias nos espaços públicos da cidade.

Dia 5 – No último dia de evento será realizado o Festival de Inovação Urbana, com uma mostra processo coletivo e seus resultados, além da presença de outras iniciativas da rede de inovação local, com confraternização e celebração unindo cultura, arte e música.

 

Em breve faremos a divulgação da programação completa e lançamento do formulário de inscrições.
Acompanhe as redes sociais da Sociedade Global e fique por dentro das novidades!