Escolha uma Página

 Festival

Bem-vindos (as) ao Festival Todos Fazem Parte!

Aqui você encontra informações detalhadas  sobre nossa programação:

 

14h – Para aquecer, teremos um momento de dança circular com Isabella Isolani

As Danças Circulares fazem parte de um movimento de dança contemporânea que surgiu com Bernhard Wosien (1908-1986), bailarino e professor de danças que pesquisou e divulgou danças circulares de vários povos, buscando a valorização das diversidades das culturas. A dança circular é feita em grupo, conduzida por um focalizador (expert) e tem como objetivo a integração entre os participantes.

Isabella Isolani é licenciada em Música, facilitadora de danças circulares com formação em Giraflor – Danças Circulares e Designer em Sustentabilidade pelo Gaia Education.

 

14h30 – Apresentação musical de Elian Woidello

Elian Woidello é músico, compositor, poeta, professor e língua afiada por natureza. Nasceu em Curitiba e lidera a banda “Astronaves y Baleias”. Tem suas obras gravadas por artistas no Brasil e no exterior. Em 2014 iniciou o pensamento estético  que ele denomina de “subtropical”, um estilo que  mescla a música brasileira com outros estilos da América Latina. Em 2015 lançou os álbuns “Eu Mando Noticias” ao lado de Vinicius Manhães  e “Nueva Onda” – este último tentando juntar flamenco com música eletrônica. Em sua apresentação vai fazer  uma mistura de músicas em castelhano com obras autorais em português.

 

14h45 – Educação, Consumo Consciente, Maternidade e Paternidade

Consumo consciente é o ato de adquirir e usar bens de consumo, alimentos e recursos naturais de forma a não exceder as necessidades. Além de ser uma questão de cidadania isso ajuda a preservar o meio ambiente. Para que essas atitudes se tornem hábito, é preciso focar em educação e conscientização.

Jogos

Dentro dessa mostra, teremos dois jogos para divertir as crianças: Jogo Educação Ambiental e Jogo Separação de Resíduos.

Roda de conversa sobre Lixo Zero e Hábitos de Consumo Sustentável

Haverá uma roda de conversa sobre Lixo Zero e Hábitos de Consumo Sustentável com a empreendedora social Juliana Zaniolo Da Silva, sócia da OXIL Brasil e uma das coordenadoras do movimento Curitiba Lixo Zero e a publicitária Vanessa Sigwalt.

Sobre as convidadas:

Juliana Silva é empreendedora social, criou a marca Tzolkin Bolsas Exclusivas, com foco na produção de produtos sustentáveis.  É sócia da empresa  OXIL Brasil, desenvolve o programa  ECOatitude que  realiza Consultoria Ambiental em condomínios residenciais direcionado a gestão dos resíduos e oferencendo educação ambiental . É uma das coordenadoras do coletivo Curitiba Lixo Zero, integrante do time Juventude Lixo Zero Brasil e da Rede ODS Brasil. Falará sobre o Movimento Lixo Zero e seus impactos.

Vanessa Sigwalt é formada em Direito e Publicidade, coordenou equipes do site Café com Galo, escreve para o portal Administradores e leventará uma reflexão sobre tecnologia e os hábitos de consumo. 

Plenária Educação e Novas Formas

 

15h15 – Tai Chi Chuan com Jean Sirigatti

O tai chi chuan é uma arte marcial chinesa, reconhecida também como uma forma de meditação em movimento.  Jean Sirigate, advogado e ativista político, é professor de Artes Marciais e de outra terapias com 11 anos de prática.

 

15h25 – População de Rua, Refugiados e Indígenas

Performance HumanoMundo

Teremos a honra de contar com a participação do grupo teatral HumanoMundo, dirigido por Mauro Zanatta. A performance “Tem dias que a gente se sente em situação de rua” trabalha questões voltadas aos indivíduos em situação de rua: julgamento, medo, não empatia, generalização social, higienização, assistencialismo, fome e indigência. Idade Livre. Duração: 20 minutos de performance. Com Mauro Zanatta, Ludmila Nascarella, Fabiana Ferreira, Edna Miranda, Carolina Mascarenhas, Camila Bernini Scotão.

Roda de conversa população de rua, refugiados e indígenas

Após a performance, haverá um bate papo sobre as três populações que muitas vezes passam por situações parecidas: a população em situação de rua, os refugiado e os indígenas.

 Performance grupo Os Bonobos da Corte

Depois da roda de conversa,  Os Bonobos da Corte farão uma intervenção. Os Bonobos é uma companhia de teatro fundada por atores formados pela Escola do Ator Cômico, junto com professor da escola, o diretor Mauro Zanatta. Com o propósito de dar continuidade à formação, de exercitar a vida pela arte, uniram-se em julho de 2015 e a iniciativa vem se consolidando a cada dia.

A característica da companhia é a mistura de atores profissionais com profissionais de outras áreas da sociedade. A proposta do grupo é recriar, reinventar, rever, restabelecer e renovar as relações sociais, a partir da comédia. Os Bonobos são macacos do centro da África, exóticos e engraçados, já em vias de extinção, lutando por um lugar neste mundo. A referência ao macaco é o contato com o intuitivo, o animal, potência extraviada pelo racionalismo excessivo. A “Corte” é este lugar, a cima de nós, de raro acesso pessoal ou da coletividade, mas de livre trânsito para Os Bobos ou, Bonobos.

Plenária Igualdade Social

 

16h15 – Apresentação musical Rock Calcinha

Às 16h15 haverá apresentação do “Rock Calcinha”: dupla formada por Michele Mabelle e Monica Bezerra,  duas cantoras, compositoras e instrumentistas da cena musical curitibana unidas com o objetivo de criar uma nova cena de ajuda mútua, sonoridade e união feminina.

 “Rock Calcinha” é um trabalho musical que veio para reforçar a presença feminina no cenário rock and roll, quebrar preconceitos e motivar novas gerações, para que tenhamos cada vez mais mulheres neste cenário. É um novo conceito de som e atitude criado através de um trabalho realizado com mulheres cantoras, compositoras e instrumentistas do cenário rock da música curitibana. Um estilo musical que vem ganhando forma e identidade através do duo feminino acústico de rock, com releituras do rock, blues e folk em versões femininas bem humoradas e divertidas. Evidenciando as mulheres que fizeram história no rock,  as músicas autorais que envolvem o universo feminino. É diversão e protesto com um olhar irônico e bem humorado. “É o rock feminino, desbocado, sem censura e sem frescura em diferentes vertentes, com uma mensagem voltada para a mulher”, afirma Michele Mabelle, uma das integrantes do duo.

 

16h30 – Equidade de gênero e Direitos Humanos

Roda de conversa Empoderamento e Direitos da Mulher

A mulher moderna vive novas conquistas, mas continua enfrentando velhos dilemas. Para dialogar sobre o universo feminino, convidamos para uma roda de conversa Juliana Bertholdi, advogada criminalista e coordenadora do coletivo feminista “Nós, Voz, Elas”, a professora Ires Aparecida Falcade Pereira, organizadora do livro ‘O Espaço Prisional: Estudos, Pesquisas e Reflexões de Práticas Educativas’ e a dupla de empreendedoras Anna Hilbert e Alessandra Belles. Depois da roda de conversa, haverá uma plenária sobre Direitos Humanos, para resumir e refletir melhor sobre o que foi conversado.

Sobre as participantes:

Juliana Bertholdi, Advogada Criminalista, pós-graduado em Direito Público, coordenadora do coletivo feminista “Nós, Voz, Elas” e co-coordenadora do “Projeto de Empoderamento da Advogada Iniciante” da Comissão de Advogados Iniciantes da OAB/PR.

Professora Ires Aparecida Falcade Pereira, organizadora do livro ‘O Espaço Prisional: Estudos, Pesquisas e Reflexões de Práticas Educativas’ e autora de uma dissertação defendida na UFPR a partir de entrevistas, cartas e rodas de conversa com uma dezena de presas que possuem entre 18 e 34 anos.

Anna Hilbert é empreendedora, jornalista, criativa e está sempre conectada. Especialista em comunicação e marketing digital, faz parte da Clockwise, agência especializada em Inbound Marketing e parceira da RD Station. Procura ajudar pequenos e novos empreendedores a alavancarem seus negócios através da internet, com dicas de marketing, comunicação, criação e uma pitada de motivação. É colunista no blog da Elo7, além de ser Embaixadora Oficial do Hootsuite e Líder de Comunidade Evernote.

Alessandra Belles é Consultora e Coach de Imagem e Estilo. Acredita que o estilo é algo singular, é a expressão mais autêntica da nossa personalidade é o que nos diferencia dos outros. Possui uma metodologia própria baseada em autoconhecimento e no desenvolvimento da verdadeira autoestima. Tem especializações em análise de cores, marketing pessoal, visual merchandising, consultoria de imagem, marketing de moda, practitioner PNL. Realiza palestras e treinamentos sobre imagem pessoal e beleza. Hoje além de atuar como Consultora de Imagem é sócia fundadora do Four Coworking.

Plenária Direitos Humanos

 

17h10 – Saúde, Cultura de Paz e Espiritualidade

Segundo a OMS, a saúde é um completo estado de bem-estar físico, mental e social e não meramente a ausência de doença. Para abranger essa temática, Maria Cardoso, coaching e professora de yoga da A Grande Escola, fará uma roda de conversa sobre mindfulness seguida de uma prática de yoga.

Roda de conversa sobre Espiritualidade facilitada pela Sociedade Global

Plenária sobre Cultura da Paz

 

17h45: Ravi Brasileiro: brasilidade e arte performática

 O cantor e compositor curitibano Ravi Brasileiro leva a brasilidade transbordando pelo próprio nome e pela sua arte performática. A voz do artista tempera mundos através de suas composições nas quais os paradigmas atuais, os desafios do cotidiano e o amor são abordados em grandes doses de humor e em deliciosas provocações. A fluência e a liberdade rítmica são características marcantes na trajetória de Ravi Brasileiro que mergulha no jazz, no soul, no reggae na música caribenha e na amplitude brazuca.

 

18h: Novas Economias, Colaboração e Tecnologias

Oficina Fluxonomia e Empreendedorismo Criativo

Já ouviu falar de fluxonomia? Patrizia Bittencourt Pereira, co-fundadora na empresa Desincubadora e articuladora e co-fundadora da Economia Criativa do Paraná em Rede – REDEC, vai abordar fluxonomia e empreendedorismo criativo em uma oficina que nenhum criativo gostaria de perder.

Roda de conversa Colaboração nas Organizações e Cidade Inteligentes

Roda de conversa sobre colaboração nas organizações e cidades inteligentes com Diego Baptista, empreendedor social, fundador da organização Sociedade Global e sócio Diretor da NOZ – Desenvolvimento e Cocriação em Sustentabilidade.

Plenária sobre Economia Colaborativa

 

18h40: Mostra Participação Cidadã e Planejamento Urbano

Roda de conversa Autogestão Cultural

Se o que é autogestão cultural? Participou esse ano de eventos como Musicletada e Tijucão Cultural? Dentro da Mostra Participação Cidadã e Planejamento Urbano, haverá uma roda de conversa mediada por Francisco Bley sobre autogestão cultural.

Participantes: Karla Keiko, agitadora cultural e representante do Das Nuvens; Bernardo Bravo, criador, curador e produtor cultural (Festival Levante!, Musicletada e Psicodália).

 

Sobre os participantes:
Karla Keiko é agitadora cultural, criativa assumida, viajante, artista, fotógrafa, produtora cultural e, dentre outras coisas, idealizadora do Tijucão Cultural e do Das Nuvens. O TIJUCÃO CULTURAL TRANSBORDA foi produzido coletivamente, a partir de oficinas de produção cultural, curadoria artística e mídias. O projeto foi realizado pelo Das Nuvens em parceria com a Santa Produção e Ana Rocha. Contou com o apoio de diversas instituições e principalmente a disposição dos artistas e de seus trabalhos. Das Nuvens é um espaço de catalisação de criatividade, localizado no alto do coração de Curitiba.

Bernardo Bravo é um desses artistas pensantes: é impossível adivinhar o que vai sair de sua cabeça a cada novo projeto, mas mesmo assim aguardamos ansiosos a cada lançamento. De maneira geral, é possível dizer que Bravo trabalha com música popular brasileira, mas dentro desse mundo passeia desde o pop do verso-refrão-solo ao erudito. No período entre a gravação de seus discos, Bravo atuou como criador, curador e produtor e foi peça chave de inúmero projetos entre eles a Casinha, palco do Festival Levante!, a Misicletada, o Suave e o atual  Psicodália.

Francisco Bley é músico e compositor. Graduando em Composição e Regência pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná, Bley possui um histórico de ativa participação no cenário da música independente paranaense. Após integrar diversas bandas e coletivos, seu trabalho hoje une música, vídeo e literatura em uma linguagem única e compartilhada. Um exemplo são seus ‘Fragmentos’, série de composições de duração curta e expressão máxima, em que cada peça é acompanhada de um vídeo, criado livremente por um artista convidado.

 

Roda de conversa sobre Inovações Democráticas, Engajamento Cívico e Participação Cidadã

Roda de conversa sobre inovações democráticas, engajamento cívico e participação cidadã será facilitada pela Sociedade Global.

Plenária sobre democracia

 

19h25: Mostra de soluções e dinâmica de integração dos inovadores da cidade

Plenária popular “Como fomentar a construção coletiva de soluções para a cidade”

 

20h: Hode Andrade: rock e MPB cover

 

O que estará acontecendo o tempo todo:

– Oficina Estampa Ativista com o artista Samuel Costa

– Piquenique colaborativo (traga um alimento para compartilhar, canga/toalha/cadeiras e venha sentar conosco!)

– Exposições fotográficas:

Jacke Sakai

Leonardo Schenato Barroso (coletivo Onscuro)

Lila Brenner

Luiza Possamai Kons

 

Te esperamos lá!

 

Programação Festival Todos Fazem Parte

Folder da programação (clique para aumentar)